Your browser (Internet Explorer 6) is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this and other websites. Learn how to update your browser.
X

Sustentabilidade Urbana.

Quando o assunto é área verde, São Paulo deixa a desejar e muito! A cidade possui míseros 2,88m² de parques e praças por habitante. Para ter um ideia, o recomendado pela ONU é que os municípios tenham, no mínimo, 12m² de área verde por morador. Ou seja, a capital paulista está bem longe disso. Será que é possível mudar essa realidade?

Um dos caminhos para isso, e que vem agradando muito são os telhados verdes. Depois de mais de cinco anos de pesquisas, o Árvores de São Paulo criaram um método inovador para telhados verdes com o máximo de funções ambientais, que reproduz a dinâmica da floresta tropical, e permite uma verdadeira Mata Atlântica na cobertura de prédios com apenas 15 cm de espessura de uma “terra especial” da empresa SkyGarden, e a composição/espaçamento das espécies de árvores semelhante ao natural.

O objetivo do grupo é desenvolver métodos que permitam a biodiversidade nativa retornar para as cidades.

Explicam os especialistas que o resultado são florestas densas e verdejantes de até 3,5 metros de altura, que resistem a ventanias, consomem pouquíssima água, não dão manutenção, podem abrigar diversas espécies da fauna e pesam apenas 300 kg por m², o mesmo que um gramado em terra comum sobre laje. A cobertura diminui até 18° C de temperatura.

telhado-verde-para-leed-e-aqua-com-floresta-skygarden

O projeto apresentado na foto acima tem um ano de idade, e foi plantado em uma das coberturas do Edifício da Fundação Cásper Líbero.

Fonte: Árvores de São Paulo

Dê mais espaço para o pink na decoração!

Aproveitando este mês de outubro onde estamos vivendo o movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa que é comemorado em todo mundo, e que é sobre a luta contra o câncer de mama, vamos aqui manifestar o nosso apoio a esse movimento maravilhoso e falar aqui do rosa, ou pink na decoração.

Antes o rosa era usado na maioria das vezes para decorar quartos de meninas. Porém, isso mudou. Considerada uma cor que transmite calma e serenidade, o rosa vem ganhando espaço em projetos de decoração. Em dose equilibrada e com criatividade, é possível deixar o ambiente moderno e sofisticado, utilizando o pink, ora em revestimentos, ora em elementos decorativos.

Hoje há quartos de casais, cozinhas, banheiros, salas e diversos outros cômodos, decorados com a cor rosa. É claro que pra não ficar algo tão feminino, é preciso usar esta cor adequadamente e com cautela. Você pode escolher apenas objetos na cor rosa, ou se preferir, você pode apostar no rosa com preto, com o bege, com o branco ou com o cinza.

Confira algumas ideias e aposte no rosa para decorar a sua casa!

 

rosa 1

 

 

rosa 3

 

 

rosa 4


 

rosa 10

 

 

rosa 6
Em degradê, ou efeito tie dye, o rosa passa tranquilidade em ambientes intimistas. Junto com a madeira na cor natural, o resultado é pura delicadeza.

 

 

rosa 5

 

 

Que tal apostar em apenas um elemento pink na decoração? Em contraste com cores neutras, o rosa serve como destaque e fica super charmoso.
Que tal apostar em apenas um elemento pink na decoração? Em contraste com cores neutras, o rosa serve como destaque e fica super charmoso.

 

 

rosa 7

 

Nessa última semana do Movimento Outubro Rosa vamos todos dar a nossa contribuição, seja nos manifestando, usando o rosa, divulgando, da forma que você quiser!  A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em torno de tão nobre causa. Isso faz que a cor em rosa assuma importante papel, pois tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.

 

O Espaço Infindável de Mira Schendel

A inauguração da galeria Galeria Frente, localizada no bairro do Jardins em São Paulo que aconteceu em 25 de agosto de 2015, conta com grandiosa exposição de Mira Schendel, artista suíça naturalizada brasileira.

Com 350m², a galeria dispõe de espaços para abrigar exposições e reserva técnica. Segundo o fundador Acacio Lisboa, “O objetivo da Galeria é ressaltar o trabalho de grandes artistas brasileiros e apresentar obras históricas, através de exposições retrospectivas, individuais e coletivas”.

Mira Schendel nasceu na Suíça e radicada no Brasil anos mais tarde, Mira Schendel partiu de uma exposição inicial nos anos de 1950 em Porto Alegre, para conquistar o status de artista brasileira mais venerada no país e no exterior, computando mostras nos importantes MoMA, Tate e Pinacoteca de São Paulo.

mira 1

Sem poder ser inserida dentro de nenhum grupo artístico de sua época, Mira teve uma produção artística totalmente independente, plural em técnicas e singular na criação. É uma artista múltipla por percorrer diversos meios, suportes e técnicas – pintura, desenho, gravura e escultura – no desenvolvimento de um trabalho contínuo e coerente, o que confere à sua obra uma linguagem inconfundível.

Apesar de Mira nunca ter nomeado suas fases, elas acabaram ganhando destaques e apelidos ao longo dos anos, entre elas Bombas ou ToquinhosGeladeiraDroguinhas e Monotipias. A exposição contará com 140 obras cuidadosamente selecionadas, a maior parte delas inéditas, e confeccionadas entre as décadas de 1950 e 1980, circulando em suas diversas fases criativas da artista. Mira costumava dizer que seus desenhos são feitos para serem vistos e não falados.

A exposição tem entrada franca e está em cartaz até 31 de outubro de 2015. Um dos destaques da mostra são as raras e inéditas telas de natureza morta da década de 60, Caquis e coleção de toquinhos.

mira 2

O endereço da Galeria Frente é na Rua Melo Alves, 400 – Jardim Paulista.

 Vale a pena conferir!

Informações Portal infoArts

SALÃO INTERNACIONAL DO MÓVEL 2015 – MILÃO

A Feira de Móveis de Milão é a maior feira do gênero no mundo. A exposição apresenta o mais recente em mobiliário e design, e lidera a exibição de novos produtos por designers de mobiliário, iluminação e outros artigos de decoração.

0110

Lançado em 1961, o evento ocupa atualmente uma área de quase 230 mil metros quadrados e inclui 2.500 empresas, junto com 700 jovens designers no Salone Satellite, uma exposição secundária. Designers de interiores de todo o mundo reúnem-se em Milão em abril de cada ano.

milao
O Salão do Móvel de Milão foi lançado em 1961, destinado a promover o setor de móveis italianos e acessórios de decoração para o mundo.


Neste ano o Salão do Móvel de Milão começou no dia 14/04/2015, com uma explosão de cores e de lançamentos. Além das reedições que aparecem sem medo de ostentar novas nuances e materiais, as muitas peças inéditas dos showrooms – alguns deles formados apenas por novidades – vieram sem medo de explorar materiais e formas deliberadamente ornamentais.

Uma das tendências foi que em meio à profusão cromática, o azul – claro, pastel, acinzentado, vivo – parece ter servido como inspiração para várias mentes criativas do Salone, vindo acompanhado, muitas vezes, de um dessaturado tom de rosa. As peças multicoloridas, como a poltrona Pilot, do estúdio Barber&Osgerby, na Knoll, e a Lilo, de Urquiola para a Moroso, também criaram um padrão.

milao 3
Em meio às reedições de seus clássicos imortais do design, a Knoll lançou a multicolorida poltrona Pilot, criada pelo estúdio londrino Barber&Osgerby.

A funcionalidade aliada ao minimalismo também marcou presença. A coleção Belleville, da Vitra, e linha Kaari, da Artek, ambas dos irmãos Bouroullec, são ótimos exemplos de como a simplicidade é linda.

milao 4
A profusão cromática, uma das tendências fortes do Salone, também aparece na poltrona Lilo, de Patricia Urquiola, um dos muitos lançamentos apresentados pela Moroso.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outra tendência percebida é a mistura de alguns elementos entre madeiras, mobiliários soltos mais rústicos, elementos retilíneos sem uso de puxadores, com bastante cor, e elementos que se compõem  com nichos modulares. Uma novidade da feira foi que o público infantil fez parte pela primeira vez da badalada semana do Salão do Móvel de Milão. Em sua primeira edição, a Kids Design Week surge com dois nobres objetivos: envolver as crianças no festival e celebrar a produção de designers que assumem o desafio de criar para o segmento.

o_berco_baby_rocker_design_de_charlie_crane_para_a_levo
O berço Baby Rocker, design de Charlie Crane para a Levo.

Quem gosta de decorações criativas e inusitadas, com certeza vai gostar da Mesa Monkey. Criada por Jaime Hayon, o móvel da empresa BD Barcelona tem os pés substituídos pela forma de um macaco, o que garante descontração para o ambiente, achei criativa e divertida.

Mesa Monkey Foto: Reprodução/ Casa Vogue
Mesa Monkey
Foto: Reprodução/ Casa Vogue
A BD Barcelona apostou no humor e lançou, em versão real e gigante, a mesa lateral Monkey, de Jaime Hayon, que substitui os pés pela forma de um macaco. Foto: Reprodução/Casa Vogue
A BD Barcelona apostou no humor e lançou, em versão real e gigante, a mesa lateral Monkey, de Jaime Hayon, que substitui os pés pela forma de um macaco.
Foto: Reprodução/Casa Vogue

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por fim, o sofá Seymour, criado por Rodolfo Dordoni para a Minotti, também foi um dos pontos altos da feira, ele traz dentre seus fios a comprovação de duas tendências fortes da edição: formas arredondadas, capazes de deixar qualquer ambiente mais aconchegante, e os azuis que tomaram conta dos lançamentos.

sofa milao
O sofá Seymour, criado por Rodolfo Dordoni para a Minotti. Foto: Reprodução/Casa Vogue

É claro que isto é apenas um pouco da feira, mas acho que com essas informações vocês podem entender qual é o DNA do SALÃO INTERNACIONAL DO MÓVEL DE MILÃO. Se você é profissional da área ou gosta muito de decoração, vale a pena participar!

Até mais!

 

 

Fonte:Casa Vogue

As delicadas luminárias em forma de nuvens de Jeremy Maxwell Wintrebert

Um dos nomes de cristaleiros-artesãos em evidência da nova geração, o francês Jeremy Maxwell Wintrebert é um artista cujo principal material usado para desenvolver seu trabalho é o vidro soprado.

Com uma técnica que visa expandir ao limite o vidro, suas luminárias-instalações Clouds mais parecem feitas de papel ou tecidos, trazem as diferentes formas das nuvens do céu para o nosso alcançável tato.

Cada peça mede 60 cm de largura e comprimento. A inspiração para esse design que parece vindo de um sonho? Sua infância. Ele queria criar um objeto mágico que o fizesse lembrar de seus tempos de fuga de quando era criança. Realmente parece um sonho! Lindo!

lustre vivi lustres 2 lustres 3 lustres 4

Exposições em São Paulo que valem a pena conferir!

Eu gosto de estar bem informada e procuro sempre saber o que está acontecendo na nossa cidade, estando em São Paulo nos finais de semana vou em tudo que acho interessante afinal, São Paulo tem muito a nos oferecer, e acho que temos que aproveitar isso, não é?

E falando em aproveitar,  São Paulo está com várias exposições legais, tem para todos os gostos, e melhor, dá para ir com toda a família!

Separei algumas que valem a pena conferir:

•   Leonardo da Vinci: A Natureza da Invenção

A mostra conta com 40 peças e 10 instalações interativas inspiradas em estudos e desenhos do artista renascentista, produzidas em 1952 na celebração do quinto centenário de nascimento de Leonardo da Vinci.

Onde: Galeria de Arte do Sesi-SP, no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso (av. Paulista, 1.313, em frente à estação Trianon-Masp do Metrô)

Quando: De 11 de novembro de 2014 a 10 de maio de 2015 – diariamente, das 10h às 20h.

Quanto: Entrada gratuita

leonardo da vinci

•   Ron Mueck

As esculturas hiper-realistas chegaram em São Paulo. A exposição traz nove obras do artista e exibe o documentário “Still Life: Ron Mueck At Work” (2011-2013), de Gautier Deblonde, que mostra Ron Mueck trabalhando em seu ateliê com suas próprias mãos. Suas esculturas são cenas do cotidiano que apresentam a vida como ela é.

Onde: Pinacoteca do Estado de São Paulo  - Praça da Luz, 02 – Luz

Quando: De 20 de novembro a 22 de fevereiro de 2015. Visitação de terça a domingo, das 10h às 18h; entrada até as 17h30. Quintas, das 10h às 22h.

Quanto: Ingresso combinado (Pinacoteca e Estação Pinacoteca): R$ 6 e R$ 3

Grátis às quintas, após as 17h, e aos sábados

ron mueck

•   Salvador Dalí

A retrospectiva do artista espanhol Salvador Dalí conta com mais de 100 obras, dentre elas gravuras, pinturas, desenhos e filmes de três fases do artista: cubismo, impressionismo e seu famoso surrealismo. Vale a pena mergulhar no universo onírico, fantasioso e simbólico de Dalí!

Onde: Instituto Tomie Ohtake- Avenida Faria Lima, 201 (Entrada pela Rua dos Coropés, nº 88) – Pinheiros

Quando: De 19 de outubro de 2014 a 11 de janeiro de 2015 - de terça a domingo das 11h às 20h

Quanto: Entrada gratuita

salvador dali

•   Castelo Rá-Tim-Bum

Quem não conhece esse programa que marcou a televisão brasileira, com as aventuras de Nino, Pedro, Biba e Zequinha? A exposição é uma viagem ao universo do castelo rá-tim-bum dividida em duas partes, a primeira com todas peças do acervo, como figurinos e objetos, e a outra, uma experiência interativa: entrar em ambientes recriados do programa de televisão.

Onde: MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo – Avenida Europa, 158 – Jd. Europa

Quando: Até 25 de janeiro de 2015

Terça a sexta, 10h às 21h; sábado, 10h às 22h; domingos, 10h às 20h.

Quanto: Venda antecipada pelo site www.ingressorapido.com.br.

Ingresso: R$ 10,00 - Pela internet: R$ 30,00

castelo ra tim bum

•   31a Bienal de São Paulo – Trans Bienal

As obras que ocupam o pavilhão da Bienal tem base a transformação, transgressão e transcendência. Com o tema: “Como (…) Coisas que Não Existem” , a exposição conta com mais de 80 projetos artísticos que fazem referencia a coisas que não foram descobertas ainda. É um passeio para se questionar bastante.

Onde: Pavilhão da Bienal – Avenida Pedro Álvares Cabral, s/ nº – Portão 3, Parque do Ibirapuera

Quando:  de 6 de setembro de 2014 a 7 de dezembro de 2014 : Terças, Quintas, Sextas e Domingos das 09:00 às 19:00

Quartas e Sábados das 09:00 às 22:00

Quanto: Entrada Gratuita

bienal

•   Transarquitetônica – Henrique Oliveira

 Com uma instalação de 1600 m², Henrique Oliveira propõe uma viagem pela história da arquitetura: do racionalismo das últimas décadas aos abrigos e cavernas do passado.  São estruturas de madeira que assumem formas cada vez mais orgânicas, ao andar dentro da obra, é como se o público iniciasse o trajeto em um museu e terminasse diante da natureza.

Onde: MAC USP – Museu da Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (Nova Sede) Avenida Pedro Álvares Cabral, 1301 Parque Ibirapuera

Quando: de 26 de abril de 2014 a 25 de janeiro de 2015

Quartas, Quintas, Sextas, Sábados e Domingos das 10:00 às 18:00

Terças das 10:00 às 21:00

Quanto: Entrada Gratuita

henrique oliveira