Your browser (Internet Explorer 6) is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this and other websites. Learn how to update your browser.
X

Arquivado para julho, 2016

O encanto das obras de arte

Há dois lugares incríveis na cidade São Paulo que me inspiram. Primeiramente pelos projetos arquitetônicos e, depois, por seu “conteúdo”, isto é, obras de arte lindíssimas, únicas, que valem a pena serem demoradamente apreciadas, observadas, “descobertas”. Falo do Instituto Tomie Ohtake e do Museu de Arte de São Paulo, o Masp.

O espaço que leva o nome da grande artista japonesa, que deixou sua marca espalhada pela capital paulista, fica no bairro de Pinheiros e é bem mais novo: foi inaugurado em 2001. Ele se destaca por ter sido especialmente projetado, arquitetônica e conceitualmente, para realizar mostras nacionais e internacionais de artes plásticas, arquitetura e design. Até o dia 14 de agosto, você pode conferir a exposição – maravilhosa! – Picasso: mão erudita, olho selvagem.

No Masp, vale conferir a exposição permanente com os cavaletes de cristal, originalmente criados pela arquiteta italiana Lino Bo Bardi, que projetou um dos cartões-postais mais icônicos da capital paulista. E marque na agenda: a partir de 12 de agosto, terá a mostra Portinari Popular, colocando de forma inédita, lado a lado, obras que retratam conteúdos sociais e culturais brasileiros. 

Os dois espaços tiveram todo o cuidado em criar o clima perfeito quanto à iluminação e conservação para que suas coleções permaneçam íntegras. Isso faz muita gente pensar que uma obra de arte não é algo para se colocar, por exemplo, na sala de estar de casa. É sim! 

O primeiro passo é percorrer galerias e se familiarizar com os artistas e suas pinturas, fotografias, gravuras e esculturas. Conheça o trabalho, veja com qual você mais se identifica. Caso decida adquirir uma delas – depois de imaginá-la em sua casa –, peça o certificado de autenticidade, garantindo assim a procedência. 

galeria
Percorrendo galerias

Vai colocar sua nova aquisição ao lado de outros quadros? Há diferentes possibilidades. Mas se quero mesmo destacar uma peça reservo um bom espaço ao seu redor – os “vazios” dão certo “respiro” na decoração.

design de interiores

decorando interiores

obradearte_2

decoração

obradearte_8

home designVamos agora à iluminação. Qual efeito você quer? A difusa, que poderá abranger mais peças, uniformizando o ambiente, ou a focada, utilizada para abrilhantar certas peças? Há também a questão das lâmpadas: fique atento à emissão de raios UV, à geração de calor e à reprodutibilidade de cor. Vale consultar um profissional para dar orientações, inclusive quanto à conservação da peça. Por exemplo, a incidência de luz solar desbota e danifica intensamente a obra, assim como locais úmidos – por onde passam o encanamento da água – devem ser evitados.

decoração

design de interiores

obra de arte lado a lado

obra de arte na decoração

Enfim, tomando as devidas providências práticas, tenho certeza de que uma obra de arte trará ainda mais personalidade e encanto aos ambientes de sua casa. Aposte!

Colecionando personalidade, dividindo bom gosto

A gente nem sabe como começa. O fato é que as peças vão se juntando. Ora podem ser herdadas. Ora chegam em forma de presente. E quando a gente vê tomam parte de uma prateleira, de um armário, de um espaço na casa. Ter uma coleção não é para qualquer um e não merece ser deixada dentro de uma caixa ou armário, longe dos olhos alheios.

Pendure-a na parede, exponha-a na cristaleira, deixe-a dentro daquele vaso transparente para que todos vejam, admirem, perguntem, comentem. Elefantes, moedas, chaves, chapéus, xícaras, carrinhos, bolinhas de gude, selos… Vale tudo!

Tem gente que, por exemplo, coleciona rolhas de garrafa de vinho. Nelas, escreve a data em que brindou a algo significativo. E esse é um excelente ponto de partida para contar uma história, reviver aquele bom momento e, lógico, abrir nova garrafa de vinho!

Outra resgatou malas antigas da parte de cima do armário para servir como novo endereço de seu portfólio profissional, isto é, revistas e livros, que agora podem ser folheados por quem vem visitar. E teve quem preferiu colocar os chapéus, o que vale uma sessão de experimentar estilos diferentes.

Acredite: usar sua coleção como uma ferramenta de decoração é deixar o espaço ainda mais personalizado, com a sua energia e vibração. É ter instantes de sua vida expostos de forma harmoniosa e original. Será um ambiente único! Use a criatividade e mãos à obra!

Decorar é criar e unir possibilidades para que você se sinta cada vez mais confortável e à vontade na sua casa. E isso vem acontecendo também no ambiente corporativo. Numa agência digital, os jovens colaboradores reúnem seus bonecos de personagens de desenhos animados numa mesma prateleira, dividindo gostos e apreços, além de histórias sobre como essa ou aquela miniatura fora adquirida. E isso vem fortalecendo ainda mais os laços entre as pessoas.

 

decorando com máquina otográfica

 Máquinas de fotografia sempre rendem boas lembranças!

 

decorando comm chapéus

  As cores dos chapéus trazem vivacidade ao ambiente.

decorando com chaves

Olha que ideia bacana para expor as chaves antigas.

decorando com elefantes

 Com os elefantes, muitos acreditam atrair a boa sorte e proteção.

FOTO 6_MOEDAS-1

decorando com conchas

Conchas e moedas garantem charme ao espaço.

relógios na decoração

 

garrafas na decoração

 Garrafas pintadas e relógios: resgate de um tempo que não volta mais.

Fica a dica!