Your browser (Internet Explorer 6) is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this and other websites. Learn how to update your browser.
X

Arquivado para fevereiro 19th, 2016

Sustentabilidade Urbana.

Quando o assunto é área verde, São Paulo deixa a desejar e muito! A cidade possui míseros 2,88m² de parques e praças por habitante. Para ter um ideia, o recomendado pela ONU é que os municípios tenham, no mínimo, 12m² de área verde por morador. Ou seja, a capital paulista está bem longe disso. Será que é possível mudar essa realidade?

Um dos caminhos para isso, e que vem agradando muito são os telhados verdes. Depois de mais de cinco anos de pesquisas, o Árvores de São Paulo criaram um método inovador para telhados verdes com o máximo de funções ambientais, que reproduz a dinâmica da floresta tropical, e permite uma verdadeira Mata Atlântica na cobertura de prédios com apenas 15 cm de espessura de uma “terra especial” da empresa SkyGarden, e a composição/espaçamento das espécies de árvores semelhante ao natural.

O objetivo do grupo é desenvolver métodos que permitam a biodiversidade nativa retornar para as cidades.

Explicam os especialistas que o resultado são florestas densas e verdejantes de até 3,5 metros de altura, que resistem a ventanias, consomem pouquíssima água, não dão manutenção, podem abrigar diversas espécies da fauna e pesam apenas 300 kg por m², o mesmo que um gramado em terra comum sobre laje. A cobertura diminui até 18° C de temperatura.

telhado-verde-para-leed-e-aqua-com-floresta-skygarden

O projeto apresentado na foto acima tem um ano de idade, e foi plantado em uma das coberturas do Edifício da Fundação Cásper Líbero.

Fonte: Árvores de São Paulo

custom paperswrite my paper for mecustom writingessay writercustom term paperterm paperwrite my essaysbuy research papers cheap